Porto Alegre ao Kauai: Tatiana Weston Webb.

Al🌸ha sereias!

Há muitas surfistas talentosas e persistentes nos mares a fora, o blog Do Surf nos conta um pouco quem são elas, vale a pena conferir lá e conhecer sobre uma delas aqui:

 

Tatiana Weston-Webb

Porto Alegre, RS, Brasil

Nacionalidade, Havaiana

9 de Maio de 1996

1,70m        56kg

twitter @tatiwest

facebook-logo  /Tatiana Weston-Webb

active-instagram-3-icon  @tatiwest

Patrocínio: Body Glove

Divulgação: Páginal Oficial

A surfista Tatiana Weston-Webb nasceu no Brasil, e logo se mudou para o Havaí,  já aos 8 anos iniciou as suas atividades no surf, aos 13 anos conquistou seu primeiro título no esporte tornando-se campeã nacional dos EUA.

Divulgação: Página Oficial

O surf está no sangue da garota, sua mãe ex bodyboarder Tanira Guimarães, seu pai Dounag Weston-Webb surfista inglês criado nos EUA e seu irmão, Troy, três anos mais velho – FreeSurfer.

 

SURF:

Sua trajetória começou na infância e logo trouxe conquistas que deixam os pais orgulhosos. Já aos 16 anos consagrou-se  como treta-campeã nos Estados Unidos. Dos EUA a loirinha foi para a França  e tornou-se vice-campeã em sua primeira participação na elite, em Hossegor.

As conquistas só aumentaram pra Tatiana Weston-Webb , em 2015 ela levou o WQS, se consagrando para o  Circuito Mundial de Surfe.

Divulgação: Página Oficial

Divulgação: Canal OFF

Atualmente ela apresenta um programa no canal OFF  que está na segunda temporada. O programa começou em 2015 quando ela estreava na disputa para o campeonato mundial  e foram 13 episódios acompanhando a rotina da jovem surfista nesta primeira fase. No presente já foram 3 episódios exibidos .

Os episódios vão ao ar, toda segunda-feira às 22 horas no canal. Vale a pena conferir!

© Brent Bielmann/Body Glove

 

Fontes: Wikipédia, Body Glove, Canal OFF.

Havaiana Carissa Moore é a campeã em Gold Coast

Apesar da etapa feminina do WSL acontecer em em Gold Coast – Austrália,  a havaiana Carissa Moore venceu a favorita da torcida e rainha do surf feminino Stephanie Gilmore nas ondas de Snapper Rocks, abrindo assim o circuito mundial feminino de 2015. Carissa teve uma atuação exemplar na final, conquistando o título com uma vitória por 18,43 a 15,50.

Estavam também cotada como uma das favoritas –  a detentora da única nota 10, a brasileira Silvana Lima que retornou com grande entusiasmo, completando aéreos em todas suas baterias, entretanto, a australiana Stephanie Gilmore estava em plena forma na defesa do título da etapa e barrou a brasileira nas quartas de final.

gold_coast (1)Público comparece em bom número a Snapper Rocks, na Gold Coast australiana (Foto: Divulgação/WSL)