Maya Gabeira pode entrar para o Guinness!

Big rider carioca Maya Gabeira aproveita swell épico de 80 pés (24 metros) e consegue completar o que pode ter sido a maior onda surfada por uma mulher. Surfista aguarda medição oficial da WSL.

Maya Gabeira pode ser a primeira surfista do sexo feminino a entrar para o Guinness Book, o livro dos recordes. Na última quinta-feira, a carioca surfou a melhor onda da sua vida na Praia do Norte, em Nazaré, Portugal, no mesmo lugar onde sofreu um grave acidente em 2013. Aproveitando um swell épico de 80 pés (pouco mais de 24 metros), Maya completou uma perigosa onda de esquerda, auxiliada pelo surfista franco-brasileiro Eric Ribiere, que foi quem a tirou da onda. A big rider brasileira vai dar entrada na medição da sua onda na WSL Big Wave Awards. A partir de então, a marca será enviada ao Guinness.

maya gabeira pode entrar para o livro dos records_hinaloha📸 Maya Gabeira durante a sua onda gigante em Nazaré (Foto: Bruno Aleixo/Divulgação)

Até o momento o recorde de maior onda surfada no mundo pertence ao americano Garrett McNamara, que surfou uma bomba de 23.8 metros na mesma Nazaré em 2011. A intenção de Maya é inaugurar a categoria feminina de maior onda surfada do Guinness Book.

– Foi uma sensação incrível, porque a onda que eu peguei em novembro eu não consegui completar, então sofri um p… caldo. Fiz vários ajustes, troquei de prancha e criei esse desafio de completar essa onda gigante. Quando saí do canal fui buscada pelo Eric (Ribiere) e nem ele acreditou que eu fiz a onda. Foi bem legal e super emocionante, mesmo porque tinham várias pessoas que eu admiro na água. A comemoração foi grande – disse Maya.

Morando em Nazaré desde o segundo semestre do ano passado – ela passa cinco meses do ano na costa portuguesa -, Maya revelou que ficou cerca de 4h na água para conseguir surfar a melhor onda da sua vida. Emocionada com o feito, ela dividiu os méritos da marca com o companheiro Eric Ribiere.

– Eu estava super ansiosa, porque esperei esse swell a semana toda, e nós sabíamos que seria um swell gigante. Eu ainda não tinha performado desde o meu acidente, então estava ansiosa e bem tensa. Foram 4h na água para eu achar essa esquerda. Tinha pego uma direita antes, mas não foi nada demais. E estava super frio esse dia, então foi uma luta e uma perseverança mais do Eric. Nós fomos muito guerreiros e conseguimos achar. Valeu e muito – comentou.

Além de Maya Gabeira, nomes conhecidos do surfe de ondas gigantes como Ross Clarke-Jones, Sebastian Steudtner e Benjamin Sanchis também estiveram nas águas da Praia do Norte na última quinta, aproveitando o swell épico de 80 pés. Maya segue em Nazaré até março.

Fonte: Globo Esporte

Porto Alegre ao Kauai: Tatiana Weston Webb.

Al🌸ha sereias!

Há muitas surfistas talentosas e persistentes nos mares a fora, o blog Do Surf nos conta um pouco quem são elas, vale a pena conferir lá e conhecer sobre uma delas aqui:

 

Tatiana Weston-Webb

foto perfil Tatiana Weston Weeb hinalohaPorto Alegre, RS, Brasil

Nacionalidade, Havaiana

9 de Maio de 1996

1,70m        56kg

twitter @tatiwest

facebook-logo  /Tatiana Weston-Webb

active-instagram-3-icon  @tatiwest

Patrocínio: Body Glove

divulgação Tati Weston Weeb com prancha hinaloha

Divulgação: Páginal Oficial

A surfista Tatiana Weston-Webb nasceu no Brasil, e logo se mudou para o Havaí,  já aos 8 anos iniciou as suas atividades no surf, aos 13 anos conquistou seu primeiro título no esporte tornando-se campeã nacional dos EUA.

Tatiana Weston Weeb nadando hinaloha

Divulgação: Página Oficial

O surf está no sangue da garota, sua mãe ex bodyboarder Tanira Guimarães, seu pai Dounag Weston-Webb surfista inglês criado nos EUA e seu irmão, Troy, três anos mais velho – FreeSurfer.

 

SURF:

Sua trajetória começou na infância e logo trouxe conquistas que deixam os pais orgulhosos. Já aos 16 anos consagrou-se  como treta-campeã nos Estados Unidos. Dos EUA a loirinha foi para a França  e tornou-se vice-campeã em sua primeira participação na elite, em Hossegor.

As conquistas só aumentaram pra Tatiana Weston-Webb , em 2015 ela levou o WQS, se consagrando para o  Circuito Mundial de Surfe.

Tatiana Weston Weeb oficial WSL hinaloha

Divulgação: Página Oficial

Tatiana weston Weeb segurando peixe canal off hinaloha

Divulgação: Canal OFF

Atualmente ela apresenta um programa no canal OFF  que está na segunda temporada. O programa começou em 2015 quando ela estreava na disputa para o campeonato mundial  e foram 13 episódios acompanhando a rotina da jovem surfista nesta primeira fase. No presente já foram 3 episódios exibidos .

Os episódios vão ao ar, toda segunda-feira às 22 horas no canal. Vale a pena conferir!

Tatiana Weston Weeb nadando com prancha hinaloha

© Brent Bielmann/Body Glove

 

Fontes: Wikipédia, Body Glove, Canal OFF.

Maiô, cropped e topzinho para o surf

Pessoal, tranquilo?

Hoje trataremos de um assunto que muito interessa a grande parte da audiência de nosso blog.

Você garota exxxperta que possui grande relação com o mar atrelado à algum esporte super bacanudo. Já deve ter procurado algo super funcional para você pegar suas ondas. Não? Então vamos partir para alguns processos que precisamos pensar…

 

  1. Com que roupa eu vou?

Primeiramente entendemos que, pegar onda (seja lá como) não dá para ser uma tarefa a ser executada de biquini, ainda mais se você curte um biquini mais cavado. Aí, vendo algumas de nossas ídalas do mar, podemos identificar algumas possibilidades na busca do wetsuit perfeito. Entenda:

Long john – em sua maioria, são peças inteiriças para proteger o corpo por completo. Geralmente são de neoprene (material emborrachado) com maior espessura para a proteção do frio.

Short john – peças em neoprene também entretanto com as pernas em formato de shorts (em algumas variações os braços podem ser de manga curta e até mesmo regata).

Maiô – geralmente são peças de lycra, mas às vezes pode ser de neoprene também. Um pouco mais cavado, pode ser em formato de regata ou então de manga longa (soy suspeita pra falar; mas muito amor pelas peças de manga longa, pois protegem do sol também).

Claudinha Gonçalves, veste maiô manga longa de lycra Seaster Sunset Ocean

Camiseta – peças de manga curta ou longa, podem ser de neoprene e lycra.

Jaqueta – assim como o nome já diz, são como camisetas de manga longa, mas com zíper frontal. Podem ser de neoprene, neoprene-malha ou lycra.

 

Jaqueta neoprene-malha Sal Store Wind and Sea.

Top – há quem prefira peças menores. São peças mais parecidas com a parte de cima do biquini (frente única, trançado, amarrado, anyway). Geralmente  são peças de lycra, mas há marcas que trabalham com neoprene também.

Top Seaster para surfar

Top Seaster para surfar

Cropped – peças geralmente de lycra. Pode ser regata, manga curta ou manga longa (meu preferidos). Por ser tendência de moda nesse verão,  acaba se tornando uma peça super multi-uso dentro e fora da água.

Conjunto cropped manga longa e tanga Sal Store Capsule Collection.

Sunguete, sunquini, hot pant – peças em lycra ou neoprene, para serem utilizadas na parte inferior. São as calcinhas de biquini retrô, também tendência de verão. Pode ser utilizado por cima de peças menores de biquini.

Conjunto Cropped e Sunguete

Conjunto Cropped e Sunguete

 

2. Mas funciona?

Meo Deos! E agora?

Entenda o que você precisa garota! Entendo que a peça precisa vestir bem e ser bonita SIM, mas é necessário que ela tenha uma função e que atenda a sua necessidade. A minha no caso era não queimar os bracinhos e da exposição indevida do corpo (rssss).

 

3. ok, mas e…??

Em sua grande maioria, as peças de neoprene não são baratas, principalmente porque são as grandes super marcas que vendem, estas, por sua vez você encontrará em surfshops ou lojas especializadas.

Há muitas garotas de talento que fazem peças exclusivas, com materiais de responsa e qualidade. Dependendo da sua necessidade conseguem atendê-las com facilidade.

Para tirar a provas dos nove, dá uma chegada na nossa loja. Você poderá conferir algumas peças da nossa parceira Tati da Mata com a sua marca que deixa os oceanos mais coloridos, a Sicrupt. Peças pensadas em mulheres de formas reais e de filosofia livre, feitas com carinho em todos os detalhes.

Boa queda!

Esperamos ter ajudado em sua escolha.

ALOHA!

Bethany Hamilton anuncia: Vem outro bebê à caminho

EM SEU CANAL OFICIAL NO INSTAGRAM, Bethany Hamilton ANUNCIA BOAS NOVAS!

More than thankful to share our joyous news!!! #babyinthere #babyonboard✨🎉❤

A post shared by Bethany Hamilton (@bethanyhamilton) on

A surfista profissional Bethany Hamilton anunciou no último domingo em seu canal no Instagram que ela e seu marido Adam Driks esperam um segundo filho.

“Estamos ansiosos para compartilhar com vocês todos o que esperamos de outra criança!” – Bethany Hamilton

O casal anunciou um vídeo em família, onde Dirks questiona para seu filho Tobias:  “Onde está o bebê?” e Tobias responde apontando para a barriguinha de Hamilton. Será a cena mais fofa que você terão visto hoje. Tobias se dirige e dá um beijo antes que Hamilton e Dirks anunciem que outro está a bordo.

Tobias, de dois anos, certamente está pronto para ser um grande irmão. Hamilton amadureceu floresceu como uma mãe, equilibrando todas as as suas responsabilidades, enquanto ainda compete  como um curinga em algumas etapas na Tour do Campeonato e viajando pelo mundo como palestrante motivacional.

Bethany Hamilton anuncia segunda gravidez hinaloha

“Estamos ansiosos para compartilhar com vocês todos o que esperamos de outra criança!”

“Adam e eu estamos tão animados! E Tobias parece ficar excitado também; Ele dá beijos para bebês todos os dias! Agradecemos a nossa família e adicionar ainda mais alegria à vida.

“Tornar-se pais para Tobias foi uma jornada tão bonita. Nós amamos a alegria e também os desafios que ele traz para a nossa vida; e ele está seguro de estar pronto para um irmão.

“Agradeço que minha gravidez tenha sido suave e gerenciável!” Ela também mencionou que ela e Adam decidiram esperar para descobrir se eles estão tendo ou não um menino ou uma menina …

“Eu implorei a Adão que esperasse até o aniversário do bebê para descobrir o gênero, e ele concordou. Com Tobias descobrimos, mas eu realmente queria uma surpresa para este bebê. Então, surpresa será! ”

Bethany e Adam esperam seu próximo bebê em março de 2018.

Hamilton e sua linda família merecem o melhor nos próximos meses e em todo o decorrer da vida!

Atalanta Batista se prepara para próxima competição no Peru

Com acompanhamento específico Atalanta Batista tem tudo para se dar bem na próxima etapa Sul-Americana que qualifica para o Mundial

A atleta Atalanta Batista, tetracampeã brasileira, bicampeã sul-americana e 13ª colocada no ranking mundial de longboard, está na fase dos últimos preparativos para a próxima etapa do Sul-Americano que qualifica atletas para o Mundial de Longboard. A competição acontece nos dias 27, 28 e 29 de julho, no Peru.

Atalanta Batista se prepara para competição no Peru

O renomado shaper e designer Claudio Pastor, é quem continua preparando as pranchas personalizadas da surfista. “Para Hunchaco estamos com pranchas direcionadas, de bico estável e soltura na troca de bordas. Lá a onda é muito longa, mas tem parede em pé, com isso ela facilita o bico e as manobras clássicas têm mais validade”, explica.

Pastor realiza toda uma pesquisa para cada etapa, já que os locais onde as competições acontecem possuem condições diferentes. “Não existe onda igual, assim o shape deve ser em função delas e do momento de cada atleta. Esse é o passo correto para um real encaixe com as ondas a serem surfadas”.

Próximos passos de atalanta batista

Atalanta embarca no dia 20 de julho para um período de adaptação e permanece até 2 de agosto. Levando 4 pranchas, a atleta se sente mais preparada para essa etapa. “Agora existe um planejamento específico para cada competição, adequando minha preparação para a melhor perfomance nas condições específicas de cada point”.

Atalanta Batista na praia hinaloha

Time de especialistas

A surfista conta com diversos especialistas trabalhando cada um em sua área para tirar o melhor de seu desempenho. Na área técnica conta com Claudio Pastor nos treinos táticos, designer e shaper das pranchas customizadas. Allan Gandra cuida do posicionamento, leitura de ondas, aprimoramento das manobras e adequação aos critérios competitivos. Dr. Dimas está presente na biomecânica do movimento em conjunto com Junior Barros e Thiago Alves, no condicionamento e fortalecimento físico para melhora da performance e prevenção das lesões.

Lais Thorpe cuida da nutrição. A massoterapeuta Hengy Santos neutraliza as tensões musculares e o equilíbrio energético. Completando o time Augusto Pascoli, mentor coach que ajuda Atalanta a se manter focada nos objetivos, bater as metas desafiadoras e superar os obstáculos diários, que podem atrapalhar sua evolução.

Inauguração do Instituto Gabriel Medina é hoje

Chegou o grande dia! O Instituto Gabriel Medina será inaugurado hoje, na praia de Maresias. E para comemorar, a instituição traz shows de grandes nomes da música nacional para o público, na praia, em frente ao Instituto, que fica na Avenida Doutor Francisco Loup, 890.

 A partir das 16 horas, Tiaguinho entra no palco para agitar a galera. Na sequência o som fica por conta do rap de Gabriel O Pensador e o sertanejo-pop de Bruninho & Davi encerram a apresentação. “Como não podemos receber todos interessados na nossa sede, vamos promover os shows como forma de retribuir o carinho do público”, explicou a presidente do instituto, Simone Medina.

A abertura oficial do Instituto Gabriel Medina será realizada às 15 horas, quando Gabriel Medina e sua família receberão os patrocinadores para apresentar a estrutura criada para a nova geração do surfe.

Com investimento de aproximadamente R$3 milhões, a organização receberá inicialmente 38 jovens atletas para o treinamento de surf, além de aulas de idiomas, tecnologia, palestras e atendimento médico.

Gabriel Medidna em frente o Instituto Gabriel Medina segurando prancha hinaloha

“Estou bem animado. O Instituto ficou lindo, tem uma grande estrutura e vou tentar ao máximo estar presente, treinando junto com a molecada, tentando interagir de alguma forma. Temos uma equipe muito boa e esse é um sonho se realizando”, comentou Gabriel, repetindo o discurso que seu pai, Charles Saldanha, deu recentemente.

 

Sobre a estrutura do Instituto Gabriel Medina

O objetivo do Instituto Gabriel Medina é oferecer aos jovens talentos dos dez aos 16 anos a mesma estrutura de preparação física e técnica que hoje o campeão do mundo utiliza.

Mais do que isso, aulas de idiomas e de tecnologia, apneia, palestras, bem como atendimento médico e de saúde bucal, garantindo uma ação completa.

A sede conta com 336m², de frente para o mar, na praia de Maresias, em São Sebastião. Está localizada em um espaço estrategicamente escolhido por Medina. O espaço fica onde o ídolo do surf aprendeu a pegar ondas.

Projeto Instituto Gabriel Medida hinaloha

A estrutura conta com sala de aula, para oferecer aprendizado em tecnologia, inclusive a edição de vídeos. Piscina, para natação e apneia, sala de musculação, e até mesmo cama elástica para treinamentos de aéreos. Há, também, um palanque para treinos nas ondas, simulação de baterias e um acervo das conquistas de Medina.

Na parte administrativa, Simone Medina, mãe do campeão do mundo, é a presidente do Instituto, enquanto Charles Saldanha, padrasto e treinador de Gabriel, é o vice-presidente e responsável pela supervisão técnica.

“Queremos garantir que os jovens conheçam os inúmeros benefícios do esporte em suas vidas, ensinando disciplina, trabalho em equipe, respeito à hierarquia, lidar com vitórias e derrotas, traçar metas, alcançar os sonhos, vencer obstáculos, entre outras coisas presentes na rotina de todo cidadão”, finalizou Simone.

Fonte: Maresias.com.br

Wakeabord e as Mulheres: Vem ver

Whats Up, girls!

Vocês conhecem o Wakeboard? Já ouviram falar? Vamos apresentar um  estilo mais radical de esporte aquático que vem conquistando muita gente, inclusive as mulheres.

Antes das nossas dicas sobre o esporte, o blog do surf nos mostra também que dá pra se jogar em várias práticas na água. <3

 

WAKdEABORD:

Um esporte (radical) aquático. Nele está envolvido a prancha, um barco, um cabo e um manete.

Nos Estados Unidos em 1979 já se falava dessa novidade, pois faltava uma alternativa nos dias de poucas ondas para os surfista, e foi aí que surgiu o ‘WAKE’. O esporte manifestou-se especificamente na década de 80, por aqui no Brasil.

 “Em 1984, um surfista de San Diego chamado Tonny Finn desenvolveu o Skurfer – um híbrido de esqui-aquático e prancha de surf. Foi o primeiro shape de prancha desenvolvido especificamente para a hidrodinâmica de ser puxado por um barco ao invés de ser empurrado por uma onda. A prancha possuía as características de uma prancha de surf, porém menor e mais estreita e com fundo do esqui slalom (côncavo), e grande flutuação.”  (Associação Brasileira de Wakeboard)

Por que eu disse que ele é mais radical, pois para a pratica é necessário o uso de alguns equipamentos de maior segurança que dividi-se em 4 partes:

  • Lancha
  • Prancha com botas
wakeabord-e-as-mulheres-1

Imagem Google

 

 

 

 

 

 

 

  • Colete salva-vidas
  • Cabo e Manete

Onde praticar: 

  • Represas
  • Lagos
  • Canais
  • Mares

Fun Wake Park da Estância Alto da Serra

Mas lembre-se: Os mares são recomendados desde que não haja muita onda. Pois o essencial são lugares ‘abrigados’ ao vento com a água mais lisa. Onde você mora deve ter algum lugar do tipo, por perto.

Teca Lobato – 8 vezes campeã brasileira de wakeboard.

Se interessou e quer conhecer mais sobre o esporte no universo feminino? Temos uma dica para vocês: a Sheriders:

Um mini making off dos nossos vídeos!! 💜👯👯👯 💡+💜

A post shared by She💜Riders (@sheriders) on

 

O grupo surgiu de repente e hoje elas levantam a bandeira do esporte no Brasil e possuem uma página no Facebook, um perfil no Instagram e uma conta no VIMEO.

Tudo começou quando elas iam só acompanhar seus namorados e se interessaram pelos WAKE, e aí nasceu a ideia de um grupo e  desde então as meninas começaram a se reunir ~sozinhas~ e não pararam mais.

O principal lema é: divulgar, ajudar e incentivar o wakeboard feminino. Legal né? Sempre que quiserem saber as novidades, já sabem onde podem encontrar.

 

Do que é feito a parafina de surf

Olá nação, muitas ondas?!

Hoje vamos falar de um personagem importantíssimo para quem está sempre com a sua prancha. Você sabe do que é feito a parafina de surf? Queremos te explicar um pouquinho de algumas coisinhas que vale você saber

Mas bora ao que interessa e vamos aprender um pouco mais sobre a nossa parceira de quedas:

Parafina e o surf:

– Função: dar aderência à prancha.

– Composição: constituída por carbono e hidrogênio.

– De onde vem: derivada do petróleo

– Utilidades: pranchas de surf, velas, cosméticos, adesivos, giz de cera etc

– Características:  aparência de cera, sem odor; gosto, e com uma cor naturalmente branca.

Parafina e a água:

No surf há uma variedade de parafinas, que são utilizadas em lugares com temperaturas diferentes. Isto é um ponto importante na hora de escolher a sua, pois há uma diferença em cada uma delas:

Água quente – Mais de 24º C 

Para lugares onde é ~verão~ o ano inteiro, essa parafina, encaixa-se perfeitamente. Por exemplo: o nordeste.

Água Morna – 19º a 23º C

Pode ser utilizada em diversas regiões, onde não há muita variação de temperatura da água, pois esse material é mais versátil.

Água fria – 10º a 15º C

Utilizada geralmente no sul do Brasil.

E porque essa diferença? A diferença é justamente para a sua parafina ter adequação em cada ambiente, pois, não é recomendável utilizar uma parafina de água frita, em uma água quente, pois, com o tempo dentro da água,  e com a atividade, o material acaba derretendo muito antes do previsto.

E se for ao contrário? A placa endurece na hora da aplicação e a acaba dificultado a adesão do material, que por muitas vezes acaba nem ocorrendo.

Atente-se à isso quando for escolher a sua.

 

Aloha!  Surfer on Facebook Messenger

Heranças do Havaí: surf e o abacaxi

Olá, como está o verão de vocês?

Você sabe a verdadeira ligação entre o surf e o abacaxi e porque eles fazem tanto sucesso até hoje? Vou resumir para ficar mais fácil:  A fruta tem uma ligação forte com o estado do surf desde 1899, o visionário James Dole chegou por lá e comprou um terreno em Wahiawa  e construiu a sua fábrica que atualmente se chama Doole Food Company.  Mas não é só isso, com toda a expansão na época, ele precisou comprar uma ilha que fica em Lanai, e construiu a maior ilha de abacaxi do mundo.

Mesmo o Hawaii sendo o rei do abacaxi, a verdadeira origem seria da América do Sul, pois há uma lenda que os nascidos por lá teriam espalhado pelo continente…será? Não sabemos. Mas a verdade é que a fruta fez história mesmo, no Oceano Pacífico, desde 1930. E os Havaí anos agradecem!

–  Agora que compreendemos um pouquinho dessa história, vamos ao que interessa…

 

O abacaxi ganhou espaço em outros lugares, entrou para o mundo da moda, e faz sucesso em diversas estampas por aí… De almofadas para decoração até sapatilhas para as ruas de São Paulo.

Além do abacaxi, existem outras frutas que entraram para o tropicalismo da moda: Banana, melancia, limão etc…Mas para nós o fruto é uma tendência antiga do mundo do surf.

E vocês gostam dele?

Separamos algumas opções para inspiração para os looks do verão.  ENJOY girls: 

 

Al🍍ha!

A pedida do verão: stand up paddle.

E aí galera, muito surf?

O verão está chegando e com ele a vontade de praticar coisas novas também, poderíamos ficar aqui falando de váááárias atividades, mas há uma em especial e no mar, que qualquer um pode fazer: O stand up paddle, conhecido também como SUP .

É uma atividade mais simples em cima da prancha, pois não exige tanto esforço, e qualquer um pode praticar. É perfeita para quem curte uma vibe mais zen. Além de ser uma delícia e a gente adora!

O blog DO SURF tem diversas dicas para quem está começando ou para quem queira se ~aprofundar~ um pouco no esporte.

O MAIS ATRAENTE DO SUP É QUE EXISTEM DIVERSOS LUGARES EM SÃO PAULO BEM ACESSÍVEIS, COM INSTRUTORES E EQUIPAMENTOS QUE PODEM SER SEU PONTA PÉ INICIAL PARA O ESPORTE.

Aqui, nós separamos alguns lugares que você pode praticar, vem ver:

GUARAPIRANGA:

stand_up_paddle_-guarapiranga

 

Tempo Wind Clube

Clube Team Brazil

Yacht Club Santo Amaro

BILLINS:

Mau Loa SUP

Espaço Surf Allmada

Espaço Surf Allmada

Parque Estoril

MAIRIPORÃ:

stand_up_paddle_mairipora

 

Refúgio Cheiro do Mato

Há inúmeras praias pra você praticar o stand up no Brasil.

RAIA OLÍMPICA DA USP

Aqui você consegue praticar e não precisa nem enfrentar o trânsito da cidade. A localização é de fácil acesso, pertinho do metrô Butantã, zona oeste. A raia possui mais de 2km de extensão e todos os equipamentos você encontra lá. O local também oferece outras atividades como remo canoagem.

PRAIAS:

  • Praia de Copacabana –RJ
  • Praia de Morrinhos –SC
  • Praia dos Carneiros – PE
Foto - Portal dos Carneiros

Foto – Portal dos Carneiros

 

 

 

 

 

 

  • Ponta da Praia SP e muito mais!

stand-up-paddle-02

As praias também são umas das mais procuradas pelos frequentadores e turistas, quando visitar alguma, informe-se sobre alugueis de prancha de stand up paddle. Com certeza sempre tem alguma perto de você.
Boa prática guys!

 

 

Claudinha Gonçalves, pela revista TRIP

A free surf paulista de 31 anos, Claudinha Gonçalves foi capa da última edição de outubro de 2016 da Revista TRIP. Você viu?

claudinha_1_trip_materia

FOTO: Aninha Monteiro e Yuri Sardenberg

A surfista que se dedicou a vida ao surf, hoje quer ajudar e incentivar mais mulheres nesse esporte a alcançar seus objetivos como atletas.

Natural de São Paulo, se criou desde pequena em um paraíso, a praia do Francês (AL), seguiu os passos  de seu pai, também surfista, ex piloto de avião que passou a dedicar-se sua pousada em Maceió.

Quando garota, com 14 anos passou a competir. Se inscreveu no primeiro campeonato de garotas no Guarujá (aproveitando que passava férias na casa da sua avó). A partir de então, passou a dedicar-se ao surf (sem desviar-se dos estudos, essa era uma condição imposta pela família), e com foco no surf profissional sua rotina era baseada em exercícios e condicionamento físico até os 17 anos.

Ganhou o mundo surfando e competindo.

E, por várias vezes chegou a chave de acesso da liga feminina da WSL.

Chegou a estrear programas no canal Multishow falando de sua rotina e estilo de vida.

Devido a sua grande exposição, começou a escutar que as oportunidades começaram a existir por sua beleza, co isso começou a se fechar, em busca de respeito e inserção no contexto por ser quem ela realmente era.

“Eu me visto de protetor solar e água.” 

 Linda, solteira e super confiante, a ex noiva do campeão mundial Mineirinho, afirma estar em uma fase que precisa estar sozinha.

claudinha_2_trip_materia

FOTO: Aninha Monteiro e Yuri Sardenberg

Hoje, com uma visão um pouco diferente sobre o cenário, enxerga o surf como estilo de vida, e que levará isso como essência.

“Fiquei a vida toda correndo atrás de um título. Eu parecia um robô. Hoje, enxergo o surf além de uma competição.”

 

Atualmente, dona de sua própria produtora, Claudinha atualmente apresenta dois programas no canal: Por elas e No meu lugar. Um terceiro, programado para estrear em janeiro de 2017, chamado Colônia de férias, vai mostrar as seis melhores surfistas sub-16 do Brasil em um surf camp no Panamá. “É parte de um projeto que estou criando para formar uma base de surf feminino no país e retomar a modalidade que está completamente abandonada por aqui. Quero dar uma oportunidade para essa nova geração e retribuir tudo o que o esporte me deu. É um dos meus maiores sonhos.”

Como planos, em Dezembro está indo para o Hawaii para praticar para o circuito feminino de ondas grandes da WSL (que começa em 2017) e ano ano que vem, planeja ir a busca de três ondas na África, que nunca foram surfadas por mulheres.

Você pode saber mais sobre Claudinha Gonçalves, e outras 4 top surfistas brasileiras  na matéria do portal Do Surf.

 

Artigo: http://revistatrip.uol.com.br/trip/fotos-do-ensaio-com-a-trip-girl-claudinha-goncalves-surfista-e-apresentadora