Bethany Hamilton anuncia … Vem outro bebê à caminho!

EM SEU CANAL OFICIAL NO INSTAGRAM, BETHANY HAMILTON ANUNCIA BOAS NOVAS!

More than thankful to share our joyous news!!! #babyinthere #babyonboard✨🎉❤️

A post shared by Bethany Hamilton (@bethanyhamilton) on

A surfista profissional Bethany Hamilton anunciou no último domingo em seu canal no Instagram que ela e seu marido Adam Driks esperam um segundo filho.

“Estamos ansiosos para compartilhar com vocês todos o que esperamos de outra criança!” – Bethany Hamilton

O casal anunciou um vídeo em família, onde Dirks questiona para seu filho Tobias:  “Onde está o bebê?” e Tobias responde apontando para a barriguinha de Hamilton. Será a cena mais fofa que você terão visto hoje. Tobias se dirige e dá um beijo antes que Hamilton e Dirks anunciem que outro está a bordo.

Tobias, de dois anos, certamente está pronto para ser um grande irmão. Hamilton amadureceu floresceu como uma mãe, equilibrando todas as as suas responsabilidades, enquanto ainda compete  como um curinga em algumas etapas na Tour do Campeonato e viajando pelo mundo como palestrante motivacional.

“Estamos ansiosos para compartilhar com vocês todos o que esperamos de outra criança!”

“Adam e eu estamos tão animados! E Tobias parece ficar excitado também; Ele dá beijos para bebês todos os dias! Agradecemos a nossa família e adicionar ainda mais alegria à vida.

“Tornar-se pais para Tobias foi uma jornada tão bonita. Nós amamos a alegria e também os desafios que ele traz para a nossa vida; e ele está seguro de estar pronto para um irmão.

“Agradeço que minha gravidez tenha sido suave e gerenciável!” Ela também mencionou que ela e Adam decidiram esperar para descobrir se eles estão tendo ou não um menino ou uma menina …

“Eu implorei a Adão que esperasse até o aniversário do bebê para descobrir o gênero, e ele concordou. Com Tobias descobrimos, mas eu realmente queria uma surpresa para este bebê. Então, surpresa será! ”

Bethany e Adam esperam seu próximo bebê em março de 2018.

Hamilton e sua linda família merecem o melhor nos próximos meses e em todo o decorrer da vida!

Atalanta Batista se prepara para próxima competição no Peru

Com acompanhamento específico Atalanta tem tudo para se dar bem na próxima etapa Sul-Americana que qualifica para o Mundial

A atleta Atalanta Batista, tetracampeã brasileira, bicampeã sul-americana e 13ª colocada no ranking mundial de longboard, está na fase dos últimos preparativos para a próxima etapa do Sul-Americano que qualifica atletas para o Mundial de Longboard. A competição acontece nos dias 27, 28 e 29 de julho, no Peru.

O renomado shaper e designer Claudio Pastor, é quem continua preparando as pranchas personalizadas da surfista. “Para Hunchaco estamos com pranchas direcionadas, de bico estável e soltura na troca de bordas. Lá a onda é muito longa, mas tem parede em pé, com isso ela facilita o bico e as manobras clássicas têm mais validade”, explica.

Pastor realiza toda uma pesquisa para cada etapa, já que os locais onde as competições acontecem possuem condições diferentes. “Não existe onda igual, assim o shape deve ser em função delas e do momento de cada atleta. Esse é o passo correto para um real encaixe com as ondas a serem surfadas”.

Próximos passos

Atalanta embarca no dia 20 de julho para um período de adaptação e permanece até 2 de agosto. Levando 4 pranchas, a atleta se sente mais preparada para essa etapa. “Agora existe um planejamento específico para cada competição, adequando minha preparação para a melhor perfomance nas condições específicas de cada point”.

Time de especialistas

A surfista conta com diversos especialistas trabalhando cada um em sua área para tirar o melhor de seu desempenho. Na área técnica conta com Claudio Pastor nos treinos táticos, designer e shaper das pranchas customizadas. Allan Gandra cuida do posicionamento, leitura de ondas, aprimoramento das manobras e adequação aos critérios competitivos. Dr. Dimas está presente na biomecânica do movimento em conjunto com Junior Barros e Thiago Alves, no condicionamento e fortalecimento físico para melhora da performance e prevenção das lesões.

Lais Thorpe cuida da nutrição. A massoterapeuta Hengy Santos neutraliza as tensões musculares e o equilíbrio energético. Completando o time Augusto Pascoli, mentor coach que ajuda Atalanta a se manter focada nos objetivos, bater as metas desafiadoras e superar os obstáculos diários, que podem atrapalhar sua evolução.

Inauguração do Instituto Gabriel Medina é hoje.

Chegou o grande dia! O Instituto Gabriel Medina será inaugurado hoje, na praia de Maresias. E para comemorar, a instituição traz shows de grandes nomes da música nacional para o público, na praia, em frente ao Instituto, que fica na Avenida Doutor Francisco Loup, 890.

A partir das 16 horas, Tiaguinho entra no palco para agitar a galera. Na sequência o som fica por conta do rap de Gabriel O Pensador e o sertanejo-pop de Bruninho & Davi encerram a apresentação. “Como não podemos receber todos interessados na nossa sede, vamos promover os shows como forma de retribuir o carinho do público”, explicou a presidente do instituto, Simone Medina.

A abertura oficial será realizada às 15 horas, quando Gabriel Medina e sua família receberão os patrocinadores para apresentar a estrutura criada para a nova geração do surfe. Com investimento de aproximadamente R$3 milhões, a organização receberá inicialmente 38 jovens atletas para o treinamento de surf, além de aulas de idiomas, tecnologia, palestras e atendimento médico.

“Estou bem animado. O Instituto ficou lindo, tem uma grande estrutura e vou tentar ao máximo estar presente, treinando junto com a molecada, tentando interagir de alguma forma. Temos uma equipe muito boa e esse é um sonho se realizando”, comentou Gabriel, repetindo o discurso que seu pai, Charles Saldanha, deu recentemente.

Sobre a estrutura

O objetivo do Instituto Gabriel Medina é oferecer aos jovens talentos dos dez aos 16 anos a mesma estrutura de preparação física e técnica que hoje o campeão do mundo utiliza. Mais do que isso, aulas de idiomas e de tecnologia, apneia, palestras, bem como atendimento médico e de saúde bucal, garantindo uma ação completa.

A sede conta com 336m², de frente para o mar, na praia de Maresias, em São Sebastião. Está localizada em um espaço estrategicamente escolhido por Medina. O espaço fica onde o ídolo do surf aprendeu a pegar ondas.

A estrutura conta com sala de aula, para oferecer aprendizado em tecnologia, inclusive a edição de vídeos. Piscina, para natação e apneia, sala de musculação, e até mesmo cama elástica para treinamentos de aéreos. Há, também, um palanque para treinos nas ondas, simulação de baterias e um acervo das conquistas de Medina.

Na parte administrativa, Simone Medina, mãe do campeão do mundo, é a presidente do Instituto, enquanto Charles Saldanha, padrasto e treinador de Gabriel, é o vice-presidente e responsável pela supervisão técnica.

“Queremos garantir que os jovens conheçam os inúmeros benefícios do esporte em suas vidas, ensinando disciplina, trabalho em equipe, respeito à hierarquia, lidar com vitórias e derrotas, traçar metas, alcançar os sonhos, vencer obstáculos, entre outras coisas presentes na rotina de todo cidadão”, finalizou Simone.

Fonte: Maresias.com.br

Claudinha Gonçalves, pela revista TRIP

A free surf paulista de 31 anos, Claudinha Gonçalves foi capa da última edição de outubro de 2016 da Revista TRIP. Você viu?

claudinha_1_trip_materia

FOTO: Aninha Monteiro e Yuri Sardenberg

A surfista que se dedicou a vida ao surf, hoje quer ajudar e incentivar mais mulheres nesse esporte a alcançar seus objetivos como atletas.

Natural de São Paulo, se criou desde pequena em um paraíso, a praia do Francês (AL), seguiu os passos  de seu pai, também surfista, ex piloto de avião que passou a dedicar-se sua pousada em Maceió.

Quando garota, com 14 anos passou a competir. Se inscreveu no primeiro campeonato de garotas no Guarujá (aproveitando que passava férias na casa da sua avó). A partir de então, passou a dedicar-se ao surf (sem desviar-se dos estudos, essa era uma condição imposta pela família), e com foco no surf profissional sua rotina era baseada em exercícios e condicionamento físico até os 17 anos.

Ganhou o mundo surfando e competindo.

E, por várias vezes chegou a chave de acesso da liga feminina da WSL.

Chegou a estrear programas no canal Multishow falando de sua rotina e estilo de vida.

Devido a sua grande exposição, começou a escutar que as oportunidades começaram a existir por sua beleza, co isso começou a se fechar, em busca de respeito e inserção no contexto por ser quem ela realmente era.

“Eu me visto de protetor solar e água.” 

 Linda, solteira e super confiante, a ex noiva do campeão mundial Mineirinho, afirma estar em uma fase que precisa estar sozinha.

claudinha_2_trip_materia

FOTO: Aninha Monteiro e Yuri Sardenberg

Hoje, com uma visão um pouco diferente sobre o cenário, enxerga o surf como estilo de vida, e que levará isso como essência.

“Fiquei a vida toda correndo atrás de um título. Eu parecia um robô. Hoje, enxergo o surf além de uma competição.”

 

Atualmente, dona de sua própria produtora, Claudinha atualmente apresenta dois programas no canal: Por elas e No meu lugar. Um terceiro, programado para estrear em janeiro de 2017, chamado Colônia de férias, vai mostrar as seis melhores surfistas sub-16 do Brasil em um surf camp no Panamá. “É parte de um projeto que estou criando para formar uma base de surf feminino no país e retomar a modalidade que está completamente abandonada por aqui. Quero dar uma oportunidade para essa nova geração e retribuir tudo o que o esporte me deu. É um dos meus maiores sonhos.”

Como planos, em Dezembro está indo para o Hawaii para praticar para o circuito feminino de ondas grandes da WSL (que começa em 2017) e ano ano que vem, planeja ir a busca de três ondas na África, que nunca foram surfadas por mulheres.

Você pode saber mais sobre Claudinha Gonçalves, e outras 4 top surfistas brasileiras  na matéria do portal Do Surf.

 

Artigo: http://revistatrip.uol.com.br/trip/fotos-do-ensaio-com-a-trip-girl-claudinha-goncalves-surfista-e-apresentadora

Long sweet Board

Olá surfers!

Para os amantes de pranchas, pranchinhas e pranchetas, vamos a mais informações sobre os tipos de boards, no que se diferenciam e no que influenciam em desempenho e estilo/perfil de surf.

Se resgatarmos na história, evoluímos muito em materiais e equipamento, exercícios para condicionamento etc, para o melhor aproveitamento de atletas (profissionais ou amadores). Mas tem coisas que não mudam, pelo contrário. Há estilos que mantêm-se vivos, como os clássicos longboards.

HISTORIA

As primeiras pranchas de espuma e fibra de vidro, foram construídas no final da década de 50, na Califórnia.

Essas pranchas eram usadas em locais como Rincon-Delmar, Redondo, Winlansea, Trestles e Malibu e, por algum motivo desconhecido, esta última deu o nome as pranchas.

Nos anos 60 os californianos eram mestre no uso dessas pranchas, nomes como Mickey “Mr. Malibu” Dora, foi um dos primeiros atletas a incentivar a cultura do surfe durante as décadas de 50 e 60 e sua fama de rebelde e carisma lhe renderam apelidos como “Da Cat” (o gato) e “King of Malibu” (rei de Malibu). Foi a época que surf era a graciosa arte de passear a prancha, onde o cutback era a maior manobra.

A medida que o surf evoluiu a pranchas se tornaram menores e o surf malibu foi desaparecendo gradualmente. Durante quase vinte anos a técnica original só pode ser vista na Califórnia, onde os surfistas dos velhos tempos ainda usam Malibu.

Em dado momento do início da década de 80, em Byron Bay, na Austrália houve um retorno daquele que se concretizou como estilo Malibu, atualmente conhecido como “longboard”, assim não demorou muito até os fabricantes voltarem a produzir o estilo clássico.

Alguns defendem que “quanto mais clássico melhor”, um desses é  Joel Tudor, longboarder clássico, treinado por uma lenda do surf Nat Young onde aprendeu a essência do surf.

Joel Tudor longboarder

Joel Tudor

“Joel Tudor é o mais clássico de todos. Em condições de mar pequeno ele é quase imbatível.” Disse Augusto César Saldanha, surfista profissional do WLT (World Longboard Tour – Atual elite do longboard profissional – ASP)

 

TIPO DE PRANCHA

noserider-produktbild

São as famosas pranchas grandes, com tamanho a partir de 9”. Eram as mais usadas até a década de 70. São boas para iniciantes, sendo também usadas por profissionais, principalmente os das antigas e os experientes.

Para quem está começando o longboard é uma das melhores alternativas para pegar intimidade com a prancha e o mar.

Por ela ser mais longa e larga, possibilitando melhor flutuação, auxilia quem está a prendendo a ficar em pé, e controlar o equilíbrio e o controle.

 

ESTILO

Surf com manobras mais suaves, e que possibilitam caminhadas até o bico. Com alguns modelos se é possível fazer manobras como rasgadas e batidas, entretanto há quem prefira o estilo clássico.

Uma de nossas queridinhas inspiradoras estão a Kelia Moniz e a brasileira Chloé Calmon.

My #SUMMERSun @roxy || @tyhaft Full link in B I O

A video posted by Kelia Moniz (@keliamoniz) on

 

Sou muito suspeita pra falar, mas essa categoria no surf me encanta muito..

Mesmo começando com minha fun… (já estou escolhendo um longboard)

ALOHA!

Festa Julina é no mar

Festa Julina é no mar, com o grupo Almar.

Já estamos na metade do ano e é mês de JULHO. Ainda dá tempo de aproveitar muitas festas julinas e muitos arraiás…. para curtir da melhor maneira esse momento, surgiu o CAIPISURF (Grupo Almar), organizado pela longboarder Mariana Pantera.

A realização da segunda edição (a primeira em 2015) Mariana Pantera convidou o grupo L.S.G – Longboard Surf Girls que tem como gerenciadora a longboarder Kelly Fernandes.

O união dos dois grupos reuniu beleza, talento, muito surf na de ponta, muita atitude e muita energia positiva que deixou a manhã dessa terça-feira 12/07 – Posto 3 Barra da Tijuca, muito mais radiante, o cenário natural já estava perfeito com ondas de 0,5 metro, terral fraco e uma manhã de sol em pleno inverno carioca.

O pico foi dominado pelas meninas dos dois grupos que se uniram para se confraternizarem dentro d’agua em prol do surf feminino em ritmo de arraiá, onde rolou não só muito surf mais também uma harmoniosa brincadeira onde as meninas estavam vestidas a caráter para comemorar as festas julinas.

As meninas contaram com o fotografo Allan Gandra local da Praia da Macumba e também surfista profissional de longboard. O fotógrafo deu todo o apoio às meninas e por sua lente, capturou momentos mágicos que vão ficar gravados nas memórias das meninas.

“As meninas tiveram muita atitude de encarar as ondas tubulares do posto 3 que nessas circunstancias, o grau de dificuldade é bem maior, porem rolou um show dentro d’agua, com cada uma surfando em seu próprio estilo, tais como clássico e radical. As meninas estão de parabéns ” – diz Allan.

Confira os cliques:

Por: ClickBoard

 Apoio:

Grupo Almar: Mariana Pantera (Armazém Gaia)

Longboard Surf Girls: Kelly Fernandes (Harpia Consulting)

Allan Gandra: @allangandraphotography

ClickBoard: Rafael Carvalho (Harpia Consulting)

Pranchas – das alaias às quadriquilhas, escolha seu estilo

Olá surf lovers!

Pelo bem da nação e a diversos pedidos, continuaremos escrevendo sobre pranchas (já escrevemos sobre a primeira prancha) técnicas e afins.  LOL

Neste post apresentarei um panorama mais geral… e vou abrindo em novos outros conteúdos (o que acham?).. Por isso não deixem de nos seguir.. nos acompanhar. 🙂

Primeiramente… acho que você já deve ter escutado falar que, fazer uma prancha é uma arte..e é mesmo. Todo mérito para os shapers que tem o dom de fazer o item mais essencial no surf: A PRANCHA.

Sabemos também que uma prancha depende muito do biotipo do surfista, e o estilo do surf também..vamos explicar!

PRANCHAS SEM QUILHAS

Quilhas para quê, não é verdade?

1280px-lone_alaia_board_surfer1As pranchas sem quilhas, foram as primeiras pranchas utilizadas no mundo pelos antigos polinésios e havaianos. As famosas alaias (que vem do havaiano lala = deslizar) hoje não tão usuais assim – mas há quem curta o estilo.

Aéreo e batidas… não são muito a praia das alaias, mas girar é um lance super  diferente que talvez você não consiga fazer com pranchas com quilhas. Você tem mais facilidade em cortar a onda e pode atingir uma velocidade bacana.

Pontos positivos

  • mais velocidade
  • mais mobilidade, fácil de girar a prancha

Pontos negativos

  • dificuldade em direcionar a prancha
  • pouca habilidade em ondas cavadas e tubos
  • menos segurança e força nas curvas

MONOQUILHAS

monoquilha-2011-11-7

A quilha é uma das partes fundamentais de uma prancha.. pois ela auxilia na direção.Quanto maior a quilha maior será o atrito, dificultando as manobras, curvas deixando um pouco mais  “dura”.

 

Pontos positivos

  • facilidade em direcionar a prancha
  • mais estabilidade em ondas cavadas

Pontos negativos

  • quilha central grande, mais atrito, menos velocidade
  • falta de quilhas laterais, menos apoio em curvas fechadas

A monoquilha te proporcionará um surf mais clássico, tranquilo, calmo, e com curvas mais abertas. Um surf mais simples e bonito, sem precisar de muitas manobras.

BIQUILHAS

prancha-fish-biquilha

Uma prancha alternativa, mais solta e veloz  do que a monoquilha. Te deixa mais solto para fazer manobras rápidas.

Pontos positivos

  • mais velocidade
  • mais manobrável
  • curvas mais fechadas

Pontos negativos

  • menos controles nas manobras
  • menos estabilidade em ondas cavadas

 

TRIQUILHA

download

Aqui estamos falando de prancha de surfista. Em sua maioria os surfistas profissionais utilizam a triquilha.

Super versátil, a triquilha te proporcionará mais segurança pelo apoio da quilha central. E, você poderá arriscar-se em ondas menores e maiores.

Pontos positivos

  • estabilidade da quilha central
  • velocidade devido as quilhas laterais
  • maior relação de controle e velocidade

 

QUADRIQUILHAS

Um super upgrade da triquilha.

Você poderá se aventurar em ondas maiores, e até mesmo mais tubulares com passadas mais longas. Com ela você ganhará muito mais velocidade (yeahhh)

Pontos positivos

  • mais projeção
  • mais segura nas curvas
  • mais segurança nas manobras

 

Então, já escolheu o seu estilo favorito?

Lembrando que para as meninas, a escolha do modelo da prancha ideal (principalmente para quem está começando) é super importante. Dependendo do seu objetivo no esporte (performancefreestyle ou para “tirar uma ondinha” mesmo) você precisa escolher o equipamento que lhe proporcione o melhor resultado para você (e não existe receita de bolo! Cada um tem uma necessidade, ou se adaptará melhor a um estilo).

Bóra cair! Divirta-se.

ALOHA.

Todo dia é dia de surfista!

Em homenagem ao mês internacional da mulher, a Click Board reuniu cinco meninas feras no longboard na manhã di dia 08/03/2016 em frente ao Rico Point na Praia da Macumba (RJ). Para representar e homenagear todas as surfistas brasileiras. As musas do longboard carioca Rayane Amaral, Kelly Fernandes, Robertha Mendes, Mariana Pantera e Evelyn Neves deixaram o pico muito mais florido.

Como presente, as meninas tiraram a manhã toda para se divertirem na marolas, na qual as séries chegavam ao meio metro – foi diversão garantida para todas! E, para presenteá-las neste mês exclusivo delas, nada melhor que uma session de fotos dentro d’água em parceria com o surfista profissional e fotógrafo Allan Gandra.

O clima estava super agradável, pois houve uma conexão incrível entre as surfistas, fotógrafo e natureza. Céu azul, água quente e uma manhã totalmente reservada para elas, sem crowd e o resultado disso tudo está nas fotos a seguir. Vale a pena conferir!

Por: Click Board

Fotógrafo: Allan Gandra

Contato: allangandra@yahoo.com.br / 9640-88696

 

Surf Trip de Carnaval – Ativa Surf School

Mahalo pessoal! 🙂

Com imenso prazer anunciamos que a Hina Aloha apoiará a comunicação de um evento do bem da galera Ativa Surf School.

Se você é de Sampa (SP) ou ÉrreJóta (RJ) e estiver a fim de fazer uma trip super alto astral nesse carnaval e não sabe para onde ir, se joga nessa idéia:

O pessoal da Ativa Surf School estão promovendo uma Surf Trip de Carnaval que acontecerá  nos dias 05, 06, 07, 08, 09, e 10 de fevereiro de 2016, na praia de Itamambuca em Ubatuba, litoral norte de São Paulo.
A estadia será em uma casa rústica com dormitórios coletivos, WiFi, sala com TV led, 3wc, cozinha, área de serviço e churrasqueira. Fica localizado próximo a praia, no condomínio Itamambuca.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

O que inclui

*Hospedagem – Estadia do dia 05/02 à 10/02
*Alimentação
– Café da manhã
*Atividades
– Aulas de surf
– Exercícios funcionais
– Slackline
*Fotos da trip
*Sorteio de brindes:
– Stone sea
– Sicrupt
– Uhul beach
– PoiPoi Swimwear
– Closet Shop Moda
– Lakini
– Hula Hula
– Encanto de Sereia
– WonK Clothing
O SORTEIO DE UMA PRANCHA ZERO
E muito mais…

Para mais informações, você podem entrar em contato pelo e-mail  ativasurfschool@gmail.com, ou ligar para o número (21) 96744-1139.

Ou então, para conhecer mais sobre a Ativa Surf School, as aulas e a trip também, comente aqui (no final deste post) com seu email que a galera da Ativa surf School entrará em contato.

 

Partiu, Carnaval?

via GIPHY

ALOHA!

Seaster, de irmãs para mulheres sereias

É com grande alegria que comunicamos nossa nova parceria. A partir de hoje você encontra algumas peças da Seaster em nossa loja.

Screen Shot 2015-10-14 at 14.57.41

A Seaster começou a ser concretizada, por duas irmãs apaixonadas pelo mar e esportes aquáticos. Identificando grande lacuna de atender a necessidade das mulheres-sereias em achar uma roupa confortável e usual para o melhor proveitos das atividades aquáticas, sem deixar a feminilidade de lado.

Com muita referência de moda, todas as peças são feitas com o melhor que este segmento pode (e deve oferecer), tecidos com proteção UV e alta resistência a produtos químicos como cloro e protetor solar. E, todas as estampas são exclusivamente  desenvolvidas e criadas pensando no estilo de vida, vivido pela marca e suas criadoras, proporcionando mais personalidade e originalidade para as peças.

Hoje, os produtos também são exportados para a austrália e alguns clientes fiéis para o mundo afora.

Agradecemos as meninas por acreditar em nosso projeto, e pela confiança em nossa parceria. Pois o que importa é o interesse em comum:

Queremos mais mulheres na água! 🙂

 

ALOHA!